Presidente cabo-verdiano considera cultura elo de união de todos os Cabo-verdianos

Praia, Cabo Verde (PANA) - A cultura tem que ser um elo de união de todos os Cabo-verdianos, uma vez que “atesta a identificação de todos os Cabo-verdianos, tanto os residentes como os da diáspora”, declarou no fim de semana o Presidente cabo-verdiano, Jorge Carlos Fonseca.

Discursando na Ribeira Grande de Santiago (Cidade Velha), no ato central que marcou o Dia Nacional da Cultura e das Comunidades, que se assinala anualmente a 18 de outubro, o chefe de Estado frisou que a identificação dos Cabo-verdianos, através da cultura, se verifica a nível musical, de escritores, bem como nos setores mais tradicionais da culturalidade cabo-verdiana.

Destacou ainda que tem que se levar em consideração o que a Associação Mindelact, que vem realizando todos o anos o festival internacional do teatro na cidade  do Mindelo, tem feito a nível das artes cénicas, setor que, a seu ver, está a evoluir bem.

Também o Governo reconheceu que a cultura é o elo que liga toda a Nação cabo-verdiana, constituída por residentes nas ilhas e na diáspora.

Na mensagem dirigida por ocasião da efeméride, O Executivo saudou, igualmente, os Cabo-verdianos nas ilhas e na diáspora e incentivou organizações e individualidades que estão promover atividades alusivas à data.

O Governo reiterou também o seu “firme propósito” de, sem perder de vista a vocação moderna e cosmopolita do país, “continuar a trabalhar” para a promoção e engrandecimento daquilo que une os Cabo-verdianos e Cabo Verde.

Apesar da dispersão geográfica da sua população, no país e no estrangeiro, o Governo considera que “Cabo Verde é uma Nação Una, sem fronteiras, precisamente pela manutenção de fortes traços culturais comuns, visíveis” através da música, da gastronomia, dos hábitos e de vários costumes.

Na opinião do ministro da Cultura, Mário Lúcio Sousa, Cabo Verde tem que passar a ver as atividades culturais como um setor de desenvolvimento do país dada a sua transversalidade.

Para isso, apelou à criação de recursos e de oportunidades para que a atividade cultural seja uma porta de entrada para a criação de investimentos em todos os níveis.

-0- PANA CS/DD 20out2014


20 Outubro 2014 08:46:59


xhtml CSS