População africana eleva-se a um bilião de pessoas, diz relatório

Nova Iorque- Estados Unidos (PANA) -- A população africana atingiu um bilião já que ela aumenta cerca de 24 milhões por ano, indica o relatório de Population Reference Bureau (organismo norte norte- americano benévolo) a que a PANA teve acesso domingo em Nova Iorque.
O relatório divulgado pelo Population Reference Bureau conjuntamente com a Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID) prevê que a população africana vai duplicar para atingir cerca de dois biliões até 2050.
Apesar de o crescimento demográfico ter diminuído nos países da África do Norte, tais como Egipto e Tunísia, em média, as mulheres na África Subsariana têm mais filhos do que as mulheres doutras zonas, sublinha o estudo.
O relatório indicou igualmente que, no mundo inteiro, 62 por cento das mulheres casadas em idade de procriação utilizava métodos contraceptivos contra 28 por cento em África.
Ele revelou igualmente que a África Subsariana tem a população mais jovem no mundo e, segundo as previsões, esta população continuará jovem durante várias décadas.
Em 2050, o continente africano deverá ter 349 milhões jovens, ou seja 29 por cento do total mundial, representando um forte aumento em comparação com a subida de nove por cento da juventude do mundo em 1950", segundo relatório.
Mas, enquanto menos de 60 por cento dos jovens vão à escola secundária ao nível mundial, este número é inferior a 30 por cento na África Subsariana, deplora o documento.
O documento sublinhou igualmente que a prevalência do HIV/Sida parece diminuir em África, apesar de a taxa de infecção estar ainda muito mais elevada noutras zonas.
A Swazilândia possui a taxa de infecção pelo HIV mais elevada no mundo, representando 26 por cento das pessoas seropositivas que têm entre 15 e 49 anos de idade, segundo a mesma fonte.

23 Agosto 2009 17:08:00


xhtml CSS