Greve geral convocada na RDC a partir de 5 de abril

Kinshasa, RD Congo (PANA) – A Intersindical Nacional do Congo (INC) convidou todas as forças vivas da República Democrática do Congo (RDC) a observar uma greve geral ilimitada, a partir de 5 de abril de 2017, declarou segunda-feira  o sindicalista Guy Kuku,  coordenador da INC.

Em conferência de imprensa na capital congolesa, Kinshasa, Guy Kuku declarou que a INC
está determinada a lutar pela erradicação da humilhação das massas trabalhadoras por "uma classe política irresponsável e inconsciente dos sofrimentos do povo".

Por isso, disse,  a INC convida todos os trabalhadores dos setores público e privado a  respeitar esta decisão, a partir de 5 de abril de 2017, observando uma greve ilimitada.

Kuku falava durante a apresentação do caderno de reivindicações da INC diante de líderes sindicais.

A INC lembra ter transmitido ao primeiro-ministro e à classe política, na data de 20 de fevereiro de 2017,  uma mensagem relativa à grave crise sociopolítica prevalecente na RDC e as suas consequências nas condições de vida e de trabalho dos trabalhadores, em particular,  e de toda a população em geral.

Na mensagem, a INC condenou igualmente a suspensão e o despediementoo de vários agentes, quadros, delegados sindicais e funcionários  bem como outros das empresas financeiras e de estabelecimentos públicos em violação da lei, e pediu a sua reabilitação imediata.

Denunciou e condenou igualmente o que chamou de "espoliação dos bens das empresas sob o olhar cúmplice  dos Governos sucessivos", e deplorou a impunidade de alguns mandatários e políticos corruptos que saqueiam sistematicamente os bens do Estado, bem como o aumento da taxa de desemprego "com a indiferença total do Governo".

Por outro lado, reprovou o sistema dos mandatários interinos perpétuos no seio das empresas públicas.

A INC integra sindicatos como Otuc, Solidarité, Cdt, Fosyo, Sopa, Atc,  Cgsa, Ctp, Actions e Fgtk.

-0- PANA KON/BEH/SOC/FK/IZ 21março2017

21 Março 2017 15:40:50


xhtml CSS