Italiano procurado pela Interpol capturado em Cabo Verde

Praia, Cabo Verde (PANA) - As autoridades policiais cabo-verdianas apresentaram, segunda-feira, 10, ao Tribunal da Relação de Barlavento, um cidadão italiano de 68 anos, capturado sábado na sequência de um mandado internacional emitido pela Interpol, apurou a PANA na capital cabo-verdiana.

Segundo a imprensaa local, o detido, capturado na cidade de Santa Maria, na ilha do Sal,
é um ex-diretor da Direção Provincial do Trabalho condenado em primeira instância a 15 anos e quatro meses de prisão e 200 mil euros de compensação para o Ministério do Trabalho italiano.

Ele foi condenado, em outubro de 2013, pela prática dos crimes de corrupção, extorsão e revelação indevida do segredo do Estado.

Na altura, a defesa do cidadão italiano considerou a sentença “bastante severa” e encaminhou um pedido de recurso para o Supremo Tribunal de Justiça de Itália, pedindo a anulação da sentença.

Durante o período em que aguardava a decisão da Justiça italiana, Alfonso Filosa ficou em liberdade condicional e terá conseguido viajar para Cabo Verde onde passou a viver na cidade de Santa Maria, na ilha turística do Sal.

Após o alerta da Interpol,  a Polícia Judiciária cabo-verdiana procedeu à identificação e detenção do fugitivo que, depois de apresentado ao Tribunal da Relação do Barlavento, sediado em São Vicente, deverá agora aguardar a decisão do juiz sobre a sua detenção e extradição para o país de origem.

Segundo informações confirmadas à agência cabo-verdiana de notícias (Inforpress) pelo advogado Belarmino Lucas, o mais provável é que o detido, que está com dificuldades em falar devido a “um cancro na garganta”, fique a aguardar a sua extradição na Cadeia Central de Ribeirinha, em São Vicente.

-0- PANA CS/IZ 11abril2017

11 Abril 2017 11:12:22


xhtml CSS