Itália oferece escultura à Cidade do Cabo

Cidade de Cabo- África do Sul (PANA) -- Uma escultura em mármore proveniente da Itália e simbolizando o "Renascimento Africano" acaba de ser inaugurada no Palácio Internacional dos Congressos da cidade portuária sul-africana do Cabo, soube a PANA no fim-de-semana.
De 3,6 metros de altura, a obra, uma oferta da cidade italiana de Carrare, foi descerrada por Nomaindia Mfeketo, presidente da Câmara Municipal da Cidade de Cabo, e pelo embaixador de Itália na África do Sul, Valerio Astraidi.
A sua inauguração enquadrou-se nas comemorações dos 10 anos da democracia sul-africana assinalados em 2004.
A escultura é composta de uma base, de um pilar e de uma cabeça.
A primeira representa África estando nela montada uma coluna neoclássica simbolizando a evolução da era colonial às independências, enquanto o seu cimo é formado por quatro cabeças de animais.
Sobre a base estão igualmente gravados os dizeres  "Doação da população de Carrare (Itália) à população do Cabo para celebrar os 10 primeiros anos do Renascimento africano".
Carrare é conhecida pelos seus jazigos de mármores e pela sua indústria de extracção, de transformação e de comercialização de mármore próspero.
A obra foi encomendada pelo cônsul de Itália na Cidade do Cabo, Alberto Vecchi, que encarregou o escultor Severino Braccialarghe de Muizenberg, de origem italiana, de a conceber e esculpir para representar a diversidade e a riqueza do património sul-africano.
Severino deslocou-se a Carrare, em Junho de 2004, para seleccionar as sete toneladas de blocos de mármore que serviram para a sua obra de arte.
Começou a esculpí-la em finais de Julho e o trabalho foi concluído em Outubro de 2004.

21 Fevereiro 2005 22:38:00


xhtml CSS