Investidura de Barack Obama em destaque na imprensa sul-africana

Cidade do Cabo- África do Sul (PANA) -- A Convenção do Partido Democrata americano, um evento histórico realizado em Denver e no termo do qual Barack Obama tornou-se no primeiro afro-americano investido por uma formação política a disputar a Presidência dos Estados Unidos da América, ocupa as manchetes dos jornais sul- africanos.
Segundo o "Cape Times", o 45° aniversário do discurso mais memorável de Martin Luther King coincidiu quinta-feira última com um outro discurso histórico pronunciado por Obama para afirmar que aceitava a decisão do Partido Democrata de fazer dele o seu candidato à eleição presidencial de Novembro.
"O momento escolhido para a realização da Convenção poderia ser, como dizem os críticos de Obama, uma forma de coreografia política perfeitamente interpretada, o novo show bem preparado de uma estrela do rock candidato?", interroga o jornal.
Numa coluna do "Mail and Guardian", Michael Trapido nota que a comunidade afro-americana jogará um papel mais importante na definição do futuro dos Estados Unidos e souberá tirar proveito dos seus brilhantes sucessos que aumentam cada dia.
"Se Barack Obama pode tornar-se Presidente dos Estados Unidos, então será que existem ainda cidadelas a conquistar? Que responsabilidade ou cargo estaria fora do alcance desta comunidade? Os afro-americanos e os sul-africanos podem ter um melhor modelo do que este homem chamado à Presidência?", interrogou-se o colunista.
O "Times" pergunta: "Qual seria a importância duma vitória de Obama para a América e para o mundo?, respondendo que "ela é muito grande" e que a mesma "vai mudar o curso da política americana e da política mundial durante gerações (.
.
.
).
" "A América e o mundo não serão os mesmos.
A Obamania marcou a chegada duma nova era da política pós-racial e pós-tribal e demonstra que é possível definir um novo projecto político amplo que transcenderá as fronteiras raciais e étnicas, sublinha o jornal.

31 Agosto 2008 19:47:00


xhtml CSS