Intelectuais africanos iniciam conferência no Brasil

Bahia- Brasil (PANA) -- A II Conferência dos Intelectuais de África e da Diáspora (II CIAD) abriu esta quarta-feira em Salvador, no Estado da Bahia (nordeste do Brasil), numa cerimómia copresidida pelos Presidentes Luiz Inácio Lula da Silva do Brasil, Abdoulaye Wade do Senegal e Alpha Oumar Konaré da Comissão da União Africana (UA).
A reunião, que se segue à primeira conferência do género realizada em Outubro de 2004 em Dakar (Senegal), foi aberta na presença dos chefes de Estado do Botswana, Festus Mogae; de Cabo Verde, Pedro Pires; da Guiné Equatorial, Teodoro Obiang Nguema; do Gana, John Kufour, e da vencedora do Prémio Nobel da Paz em 2004, a queniana Wangari Maathai.
A II CIAD, que decorre até sexta-feira no Centro de Convenções da Bahia sob o lema "A Diáspora e o Renascimento Africano", está igualmente a ser assistida pelo Vice-Presidente da Tanzânia, Ali Mohammed Shein, pela primeira-ministra da Jamaica, Portia Simpson- Miller, e por cerca de mil intelectuais provenientes de África e da sua Diáspora.
Durante três dias, os participantes abordarão temas como "A Diáspora e o Renascimento Africano: Contribuições Passadas e Projecto Actual", "Género e Equidade em África e na Diáspora", "Filosofia e Ciência Humana na Construção da Identidade em África e na Diáspora", "As Línguas Africanas nos Sistemas de Ensino de África e da Diáspora", bem como "Renascimento Africano e Globalização".

12 juillet 2006 16:55:00




xhtml CSS