Instituições europeias concedem mais de 81 milhões euros a setor da água na Etiópia

Abidjan, Côte d’Ivoire (PANA) – Mais de 120 mil famílias na Etiópia vão beneficiar dum investimento de mais de 81 milhões de euros de três instituições europeias de desenvolvimento  no quadro do novo programa de melhoria dos serviços de água e saneamento, refere um comunicado transmitido quinta-feira à PANA.

Este financiamento permitirá a este novo programa realizar infraestruturas de água e de saneamento e reabilitar as existentes nas pequenas e médias cidades na Etiópia.

No quadro da execução deste programa, uma assistência técnica será fornecida durante a contração dos empréstimos de longa duração.

Por outro lado, o Fundo de Desenvolvimento dos Recursos Hídricos (WERF) vai apoiar a execução do programa, enquanto as autoridades regionais do setor da água beneficiarão duma assistência técnica.

A contribuição das três instituições europeias está avaliada  respetivamente, em 40 milhões de euros do Banco Europeu de Investimento (BEI),  20 milhões de euros da Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD) e 15 milhões de euros da Cooperação Italiana para o Desenvolvimento, além duma subvenção de seis milhões e 400 mil euros dos três parceiros que virá completar os empréstimos.

O vice-presidente do BEI, Pim van Ballekom, notou que a sua participação no financiamento deste programa é um compromisso contínuo de investimentos no setor da água em África e no mundo, congratulando-se com o regresso à Etiópia do BEI, após vários anos, para contribuir para a melhoria das condições de saúde  e de qualidade de vida de vários Etíopes.

O anúncio deste apoio financeiro foi feito quarta-feira,  à margem da terceira Conferência Internacional sobre o Financiamento do Desenvolvimento (FfD3), iniciada segunda-feira última em Addis Abeba, a capital etíope.

Nos últimos cinco anos, o BEI contribuiu para o financiamento do setor da água com 500 milhões de euros no Burkina Faso, no Mali, no Níger, nos Camarões, na Tanzânia, no Uganda, no Lesoto e na Zâmbia.

Em 2014,  a parte de investimento do BEI nas infraestruturas e o apoio ao setor privado em África ficou avaliado em dois biliões e 500 milhões de euros.

-0- PANA BAL/JSG/FK/IZ 16julho2015

16 Julho 2015 21:15:25


xhtml CSS