Insegurança ameaça futuro de 3,5 milhões de crianças com idade escolar na Bacia do Lago Tchad

Dakar, Senegal (PANA) - A educação de mais de três milhões e 500 mil crianças com idade escolar está comprometida na bacia do Lago Tchad devido a conflito armado nesta região, alertou terça-feira em Dakar o diretor de programas de emergência do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), Manuel Fontaine.

Citado num comunicado, Fontaine revelou que na Bacia do Lago Tchad, nesta região foram encerradas cerca de mil escolas devido a uma onda de violência ou ataques no nordeste da Nigéria, no Tchad, nos Camarões e no Níger.

"Onde há insegurança, a educação pode ser ao mesmo tempo essencial e vital. A educação sustenta a aprendizagem durante a vida das crianças e dos jovens. Isto lhes dá competências necessárias para construírem comunidades pacíficas e prósperas. Mas, muitas as vezes, o financiamento global da educação humanitária faz falta em situações de emergência", acrescentou.  

O UNICEF disse ter pedido 41,7 milhões de dólares americanos para satisfazer as necessidades de educação para crianças em crise e que este apelo só beneficiou oito porcento do montante pedido no primeiro semestre de 2018.

De 3 a 4 de setembro corrente, governos e organizações multilaterais e internacionais, e atores da sociedade civil reuniram-se em Berlim, na alemanha, para uma segunda conferência sobre a bacia do Lago Tchad.

Pesa embora desafios persistentes, como a insegurança, a deslocação de pessoas e a pobreza, o UNICEF e seus parceiros ajudaram os governos nacionais a fazerem com que mais de um milhão de crianças afetadas pela crise pudessem regressar à escola na região.

O UNICEF e seus parceiros proporcionaram igualmente uma formação sobre a segurança em matéria de evacuação e bloqueio a cerca de 150 mil alunos do primário em previsão de ataques ou incidentes de insegurança na escola.

Perto de dois mil docentes foram formados em educação resiliente, baseada na redução dos riscos de catástrofes e mais de 14 mil docentes receberam uma formação sobre a integração do apoio psicossocial nas suas aulas.

Comunidades foram mobilizadas para participar na proteção contínua de escolas e, na Nigéria, estes conhecimentos foram inseridos na formação dos docentes em formação inicial.

Utilizando a rádio como plataforma para a educação, o UNICEF ajuda as crianças em situação de conflito e de emergência nos Camarões e no Níger a continuarem a aprender a alfabetização, o cálculo e aptidões da vida diária.

Uma das regiões mais pobres do mundo, a bacia do Lago Tchad conheceu mais de nove anos de conflito e de instabilidade. Embora a situação, em matéria de segurança, tenha melhorado, mais de 10 milhões de pessoas, das quais seis milhões de crianças, precisam de uma ajuda humanitária e dois milhões e 400 mil são deslocadas.

A persistência da violência e ataques constantes contra aldeias e cidades fazem com que seja difícil para estes seres humanos regressarem à casa e reconstruírem a sua vida, de acordo com UNICEF.

-0- PANA MA/JSG/DD 4set2018

04 سبتمبر 2018 15:01:19


xhtml CSS