Inquérito revela que um em cada três Cabo-verdianos ainda vive na pobreza

Praia, Cabo Verde (PANA) – Um em cada três Cabo-verdianos ainda vive na pobreza, sendo que um em cada dez em pobreza extrema, segundo resultados do III Inquérito às Despesas e Receitas Familiares (IDRF)de 2015, divulgados, sexta-feira, na cidade da Praia.

Segundo os dados do (IDRF), divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE),
existem em Cabo Verde 179 mil 184 pessoas em situação de pobreza, o que corresponde a 35 porcento da população, uma situação que afeta sobretudo as mulheres chefes de família (53 porcento).

Entre os afetados pela pobreza, 51 porcento residem no meio urbano, 44 porcento correspondem a agregados familiares monoparentais e em 61 porcento dos agregados existem seis ou mais pessoas.

Ainda segundo o inquérito, as despesas médias anuais por habitante fixaram-se em 82 mil escudos (cerca de 745 euros), 15 mil escudos por mês (cerca de 135 euros) e 500 escudos por dia (cerca de 4,5 euros).

A alimentação e a habitação totalizaram 52 porcento das despesas médias dos agregados familiares.

Foram considerados pobres aqueles com vivem com menos de 97 mil escudos por ano (cerca de 900 euros) no meio urbano e 82 mil escudos (cerca de 745 euros) no meio rural.

Por outro lado, 43 porcento das famílias cabo-verdianas inquiridas consideram que a situação económica do país é muito má ao passo que 10 porcento acham que ela é boa.

-0- PANA CS/DD 19nov2016



19 Novembro 2016 13:25:45


xhtml CSS