Imprensa senegalesa destaca visita de Presidente ao interior do país

Dakar- Senegal (PANA) -- A visita efectuada quarta-feira passada pelo Presidente Abdoulaye Wade ao interior do país para inaugurar duas centrais eléctricas esteve em destaque nos jornais senegaleses desta semana.
O acolhimento reservado ao chefe do Estado nas duas localidades é diversamente tratado pelos jornais.
Segundo o diário governamental "Le Soleil", a quarta-feira 12 de Novembro de 2008 ficará gravada na memória das populações de Kaolack (centro do país a cerca de 300 quilómetros de Dakar) com a inauguração da central eléctrica desta localidade.
Para o Le Soleil, o chefe do Estado teve direito a um acolhimento "excepcional" das populações.
Mas, o jornal privado "Le Quotidien" relata "a fraca mobilização" das populações na segunda localidade visitada por Wade igualmente para a inauguração duma central eléctrica.
O jornal intitula na primeira página "Fraca Mobilização Liberal em Touba", cidade do centro do Senegal a cerca de 200 quilómetros de Dakar, e "Aminata Tall (administradora local) salva a Cara de Wade".
O Le Quotidien explica que a mobilização "era inexistente" durante a cerimónia de inauguração da cental de Touba onde "estava presente a sombra dos partidários de Macky Sall (antigo presidente da Assembleia Nacional exonerado das duas funções)".
O secretário-geral do Partido Democrático Senegalês (PDS, no poder) "furioso não recebeu os responsáveis locais do seu partido", indicou o jornal.
"Se não fossem os 20 autocarros dos militantes trazidos pelos partidários de Aminata Tall, assim como as populações provenientes das aldeias vizinhas, o PDS iria perder a cara em Touba", escreve o diário privado.
Para o outro diário privado "L'As", "Touba boicotou Wade", que, segundo este jornal "regressou frustrado" da sua viagem, apesar dos "20 milhões de FCFA (um dólar americano equivale a cerca de 500 FCFA) mobilizados para o acolher em grande pompa".

15 Novembro 2008 13:12:00


xhtml CSS