Imprensa queniana critica Polícia sobre violência inter-clãs

Nairobi- Quénia (PANA -- Dois diários quenianos criticaram quinta- feira o aparelho da Segurança do Estado por não ter previsto os confrontos inter-clãs na vasta província do Vale Rift que fez 45 mortos e vários feridos.
A violência foi provocada por uma briga sobre água e terras entre fazendeiros e pastores.
Num editorial intitulado "Força irrita quenianos", o diário 'The Standard' exige explicações sobre a as razões pelas quais as forças de segurança não conseguiram reunir tempestivamente informações sobre a área historicamente precária.
O facto de as forças de segurança terem aparecido somente depois de várias pessoas terem sido mortas, casas e propriedades destruídas e gados roubados mostra que os agentes da lei fracassaram na sua luta contra o crime, escreve o jornal.
Por seu turno, o 'Nation Newspapers' liga, também num editorial, a violência a conflitos antigos de terras entre fazendeiros e pastores.
As tensões, disse, foram accionadas principalmente pela degradação ambiental e pela destruição das terras produtivas e não pelo aumento da população como se pretende fazer crer nalguns círculos, acrescenta.
O jornal desafiou as forças de segurança a responderem com maior rapidez a esses conflitos que "são tão previsíveis quanto os confrontos sobre os recursos".
)

28 Janeiro 2005 18:53:00


xhtml CSS