Imprensa maliana comenta visita do Presidente chinês

Bamako- Mali (PANA) -- Os jornais malianos comentaram largamente a visita de dois dias ao Mali do Presidente chinês, Hu Jintao, no quadro de um périplo africano que inclui também o Senegal, a Tanzânia e as ilhas Maurícias.
O diário nacional "L'Essor" sublinha que esta viagem abre "novas perspectivas na relação excepecional" entre os dois países, indicando que os 50 da sua cooperação permitirá ultrapassar uma etapa suplementar nas suas relações bilaterais.
Relatando o acolhimento caloroso reservado ao líder chinês, o L'Essor saudou a assinatura de vários convénios entre os dois países e o compromisso da China em realizar algumas infraestruturas no Mali.
O diário privado "L'Indépendant" realçou o lançamento da primeira pedra da terceira ponte de Bamako e do Centro de Prevenção e Tratamento do Paludismo no hospital de Kati, a 15 quilómetros da capital maliana, cujas obras serão financiadas pelo Governo chinês.
Por seu lado, o "Le Républicain" publicou uma biografia do Presidente Hu Jintao e sublinhou que a cooperação entre o Mali e a China é mutuamente vantajosa e oferece brilhantes perspectivas.
"O Mali vibra ao rítmo da China" escreve na primeira página o "le Quotidien" de Bamako, lembrando que desde o restabelecimento das suas relações diplomáticas, os dois países edificaram "uma confiança política e um apoio mútuo".
O bi-semanário "Le Pouce" insiste no mesmo sentido, sublinhado que a visita do Presidente Hu Jintao a Bamako celebra a excelência das relações de cooperação estabelecida entre o Mali e a China desde os promórdios da ascensão do Mali à independência.
"As relações sino-malianas em desenvolvimento contínuo", escreve na primeira página o diário "L'Indicateur", esperando que a visita de Hu Jintao reforçará a amizade entre os dois países.

14 Fevereiro 2009 19:45:00


xhtml CSS