Imprensa ivoiriense destaca matança em Abidjan

Abidjan, Côte d'Ivoire (PANA) - A imprensa ivoiriense destacou esta sexta-feira os confrontos sangrentos que opuseram quinta-feira em Abidjan apoiantes de Alassane Ouattara, Presidente proclamado pela Comissão Eleitoral Independente (CEI), às Forças de Defesa e Segurança (FDS) leais a Laurent Gbagbo, declarado vencedor das eleições presidenciais pelo Conselho Constitucional.

« Violências Pós-Eleitorais : Mortos, Mortos e Mais Mortos », intitula na sua manchete o diário independente  « L'Inter », que constata que apesar de tudo os apoiantes de Alassane Ouattara, que pretendiam tomar de assalto a Radiotelevisão Ivoiriense (RTI) não atingiram o seu objetivo.

O jornal, que publica na sua manchete fotos macabras, sublhinhou igualmente a situação no interior do país onde « as linhas de frente eclodiram novamente ».

Apesar de não alcançarem o seu objetivo, os apoiantes de Alassane Ouattara não renunciaram, constata o L'Inter, o que confirma o primeiro-ministro Guillaume Soro em no « Soir Infos » ao afirmar que « de modo algum vamos recuar ».

O jornal « Notre Voie », diário próximo de Laurent  Gbagbo, denuncia « uma marcha insurrecional da RDR (Coligação dos Republicanos) » e acusa Alassane Ouattara de "enlutar a Côte d'Ivoire".

Para o jornal « Le Mandat », o autor deste terror de quinta-feira em Abidjan não é outro que Laurent Gbagbo, que acusa de ter « pago mercenários para matar ».

-0- PANA GB/JSG/IBA/MAR/TON 17Dez2010

17 Dezembro 2010 12:52:28




xhtml CSS