Imprensa Ganense atribui largo espaço aos "Estrelas Negras"

Accra- Gana (PANA) -- A imprensa ganense divulgou sexta-feira vários artigos sobre o jogo que opôs à noite, em Joanesburgo, os "Estrelas Negras" do Gana ao "Celeste" do Uruguai para os quartos-de-final do Mundial de futebol.
As rádios e televisões consagraram uma maior parte dos seus programas a este jogo histórico para o Gana, pois, se tivesse vencido, teria sido o primeiro país africano a qualificar-se para as meias-finais do Mundial.
"Posição Histórica nas meias-finais do Mundial da FIFA", "Estrelas, não Podemos Esperar", intitulava o "Daily Graphic".
"Chegou a hora para realizar a promessa dos Estrelas Negras do Gana e abrir um outro capítulo da história do futebol africano", acrescentou o jornal.
O "Ghanaian Times" titulou, por seu turno, "Gana face ao seu destino", sublinhando que "o momento que África esperava com fervor chegou hoje".
"É o momento para o continente distinguir-se no plano mundial.
É agora ou nunca", prosseguiu o jornal.
A imprensa relatou ainda que o moral dos jogadores era alto, antes da partida, e que eles estavam determinados em entrar para a história como a primeira equipa do continente a qualificar-se para as meias-finais do Mundial.
O Gana é o terceiro país africano a atingir os quartos-de-final do Mundial de futebol após os Camarões em 1990, na Itália, e o Senegal em 2002 no Japão e na Coreia do Sul.

02 Julho 2010 21:57:00


xhtml CSS