IRENA apoia Cabo Verde na execução de novos projetos de energias renováveis

Praia, Cabo Verde (PANA) – A Agência Internacional para as Energias Renováveis (IRENA) vai apoiar Cabo Verde na eletrificação com recurso a este tipo de energia das quatro ilhas do arquipélago ainda carentes de projetos do género, soube a PANA, na cidade da Praia, de fonte segura.

O apoio do IRENA, instituição de que Cabo Verde é membro, foi manifestado durante no final de um seminário sobre o Projeto Navigator, uma ferramenta que vai ajudar pessoas e empresas a elaborarem melhores projetos nessa área para poderem ser financiados.

O diretor-geral da Energia de Cabo Verde, António Baptista, disse que os resultados positivos apresentados, até agora, com a instalação das empresas Electric (em Santo Antão) e da Cabeólica (na Praia, Sal e Boa Vista), recomendam a utilização do Projecto Navigator para a elaboração de novos projetos em matéria de energias renováveis para as outras ilhas onde elas ainda não existem.

António Baptista considera que, sendo Cabo Verde um país muito ambicioso em termos de energia renovável, o Navigator, enquanto plataforma informática, irá ajudar, e muito, na eleboração de projetos que possam ser financiados e implementados.

Trata-se, segundo ele, de um passo importante para realizar o sonho de Cabo Verde de ser um país com 100% de taxa de penetração de energia renovável.

“Com a parceria do Centro para as Energias Renováveis e Eficiência Energética (ECREEE) da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) e com o apoio também da IRENA esse sonho é factível”, sublinhou.

António Baptista disse que “investir na energia renovável é a única alternativa que Cabo Verde tem para garantir a sustentabilidade da sua economia”.

Ele lembrou que o Projecto Navigator, um software da IRENA que está disponível no site da instituição, vai ser amplamente divulgado em Cabo Verde junto de todos os interessados em energia renovável, sem esquecer um conjunto de informações importantes disponível para quem queira submeter um projeto a financiamento.

Por sua vez, Roland Roesch, oficial sénior de programas da IRENA, elogiou a experiência de Cabo Verde no setor das energias renováveis, salientando que estas poderão ajudar muito a reduzir os gastos de produção e consumo nas diversas ilhas do arquipélago.

Neste sentido, ele garantiu que Cabo Verde vai continuar a ter o apoio da IRENA, depois da experiência do arquipélago ter sido partilhada com outros países insulares durante o seminário, que recomendou a utilização do Navigator para a elaboração de projetos em matéria de energias renováveis que possam ser financiados.

-0-  PANA  CS/TON  14set2014




14 Setembro 2014 15:16:15


xhtml CSS