Willy Sagnol criticado por comentários sobre futebolistas africanos

Túnis, Tunísia (PANA) – A organização « SOS Racisme », que luta contra o racismo em França, condenou as declarações do treinador do clube francês Girondins de Bordéus, Willy Sagnol, que qualificou  os jogadores africanos de poderosos no campo, mas sem técnica nem inteligentes.

A SOS Racisme qualificou as declarações do técnico francês de "racistas", pedindo que ele seja sancionado.

O antigo futebolista internacional francês disse que o « jogador típico africano não é caro a contratar, está pronto para o combate geralmente, que podemos qualificar de poderoso num campo, mas o futebol não é apenas isto", sublinhando que "o futebol é também técnica, inteligência e disciplina ».

Estas declarações provocaram reações de indignação generalizada dos futebolistas  franceses de origem africana, dos quais o seu ex-colega na equipa de França, Liliam Thuram, que afirmou na rádio « Europe 1 » que ele ficou "magoado e indignado".

As declarações de Sagnol vêm confirmar os pontos de vista de pessoas que limitam os jogadores africanos à potência e negam a sua técnica, deplorou Thuram.

Por sua vez, o antigo presidente do Olímpico de Marselha, o Franco-senegalês Pape Diouf, apelou aos jogadores africanos em atividades no campeonato francês para boicotar uma jornada desta competição em reação às declarações de Willy Sagnol.

-0- PANA AD/IN/IS/FK/TON  7nov2014

07 november 2014 14:16:02




xhtml CSS