Viúva de Mandela tem 90 dias para decidir sobre testamento de marido

Cidade do Cabo, África do Sul (PANA) – A viúva de Nelson Mandela, Graça Machel, tem 90 dias para decidir se renuncia à metade dos bens do falecido, depois da leitura do testamento do ícone mundial, segunda-feira.

Esta notícia foi confirmada pelo vice-ministro da Justiça, Dikgang Moseneke, que procedeu à leitura do testamento. A avaliação provisória dos bens de Mandela eleva-se a 4,6 milhões de dólares americanos.

"O ex-Presidente Mandela e Graça Machel casaram-se pelo regime de comunhão de bens", disse, explicando que quando um casal é regido pela comunhão de bens um dos cônjuges tem direito a 50 porcento destes bens em caso de morte do outro.

"Ela (Graça) poderá exigir metade dos bens. É uma decisão que ela deve tomar dentro de 90 dias...", disse Moseneke.

Se Graça Machel é reconhecida pelo apoio que deu a Mandela na véspera da sua vida (casaram-se no dia dos seus 80 anos), a ex-esposa de Mandela, Winnie, foi totalmente excluída da sua herança. O seu nome apenas foi mencionado nas partes do testamento relativas a seus filhos, netos e bisnetos.

Mandela e Winnie tiveram uma separação difícil em 1996 depois de a última tentar reclamar em vão metade dos bens do seu ex-marido, estimados na altura em dois milhões de dólares americanos.

-0- PANA CU/SEG/FJG/TBM/CJB/TON     04fev2014

04 Fevereiro 2014 17:38:49




xhtml CSS