Vice-Presidente da CAF ignora suspensão da FIFA

Kampala- Uganda (PANA) -- O Vice-Presidente da Confederação Africana de Futebol (CAF), Farah Addo, afirmou que não vai apelar da sua suspensão de todas actividades da FIFA.
Falando domingo à imprensa, Farah Addo considerou a decisão tomada no mês passado pelo Comité Disciplinar da FIFA de "injustificada".
O Comité tomou a decisão de suspender Addo depois deste não ter conseguido provar as suas acusações de corrupção contra altos responsáveis da FIFA.
"Não pretendo apelar porque a decisão foi injustificada.
Ela foi dirigida a mim por razões bem conhecidas da família do futebol", disse Addo.
Farah Addo trabalha na administração do futebol há 47 anos.
Ele continua a exercer as funções de Vice-Presidente da CAF e de Presidente do Conselho das Federações de Futebol da África Central e Oriental (CECAFA).
"Não fui suspenso como Vice-Presidente da CAF, Presidente da CECEFA e Presidente da Federação de Futebol da Somália.
A FIFA suspendeu-me como um indivíduo chamado Farah Addo.
Suspenderam-me das actividades da FIFA.
Que actividades da FIFA estou a fazer na CAF, CECAFA e na Federação somali?", questionou.
Farah Addo ressaltou que "continuo a desempenhar as minhas funções em todos os níveis da administração em África e ignoro as actividades da FIFA".

09 Fevereiro 2003 13:48:00




xhtml CSS