Vice-Presidente botswanês defende mudança de comportamento face ao VIH/Sida

Gaborone, Botswana (PANA) – O Vice-Presidente botswanês, Mokgweetsi Masisi, declarou-se esta quinta-feira preocupado face à epidemia do VIH/Sida no país, apesar das numerosas iniciativas tomadas para lutar contra este flagelo.

Masisi indicou que, apesar dos progressos impressionantes realizados no combate à doença, ela continua a ser um desafio para o Botswana.

« Estou preocupado com o facto de ver que estamos confrontados com um problema de mudança de comportamento. A questão dos parceiros múltiplos, a utilização irregular do preservativo e relações sexuais intergeracionais continuam a ser uma fonte de preocupação. Peço-lhes para se apartar deste tipo de comportamento”, aconselhou o Vice-Presidente botwanês.

O Botswana continua a ser um dos países de África onde progressos impressionantes foram  saudados em matéria de distribuição de antirretrovirais e de eliminação da transmissão mãe-filho, referiu.

Segundo o Vice-Presidente botswanês, todas as infraestruturas da saúde do Botswana distribuem o medicamento AZT 561 em 565 clínicas e em todos os 34 hospitais, com níveis de cobertura estimados em 94,8 porcento para pessoas que têm direito a estes medicamentos.

Pediu aos seus compatriotas para tomarem consciência do papel de cada indivíduo na concretização da política "zero nova infeção pelo VIH, zero discriminação e zero morte ligada à sida até 2016", bem como na erradicação do flagelo até 2030.

-0- PANA DRW/SEG/NFB/JSG/FK/DD 23abril2015

23 Abril 2015 11:08:52


xhtml CSS