Vendedores de gado em greve na Nigéria

Lagos- Nigéria (PANA) -- Os vendedores de gado da Nigéria decidiram observar uma semana de greve, a partir de segunda-feira próxima, para protestar contrar um alegado projecto de instauração dum imposto múltiplo sobre a sua actividade, soube a PANA na capital económica nigeriana, Lagos.
O projecto em causa é ainda, neste momento, um rumor, mas os vendedores de gado querem aparentemente pressionar as autoridades para o abandonarem.
A ameaça de greve faz recear uma penúria de carne bovina no país nos próximos dias.
A greve terá igualmente um impacto sobre o abastecimento de alguns bens alimentares incluindo legumes e frutas, pois vai atingir também os fornecedores destes produtos.
Os vendedores de gado e de alguns produtos alimentares, frutas e legumes estão baseados na parte norte do país, e existem indicações de que a greve vai afectar principalmente os consunidores do sul.
O porta-voz dos vendedores descontentes, Abdulahi Shutalim, disse que estes últimos compraram os seus produtos no norte da Nigéria onde pagaram todos os impostos oficiais, para depois assistirem à imposição de outras taxas quando transportam os seus produtos para o sul do país.
Shutalim, actual secretário nacional da Associação Unificada dos Vendedores de Gado, anunciou que todos os sindicatos de criadores e vendedores de produtos alimentares do norte vão juntar-se à greve para chamar a atenção do Governo sobre a situação desesperadora dos vendedores.
Indicou que membros da associação foram obrigados a pagar taxas de 16 mil naira (cerca de 100 dólares americanos) para fazerem entrar os seus produtos na cidade comercial de Lagos, e tiveram de pagar diversas outras taxas antes de estes produtos serem desembarcados para serem vendidos na cidade.

06 Março 2010 11:34:00


xhtml CSS