Vários mortos em naufrágio de barco no rio Congo

Kinshasa, RD Congo (PANA) – Várias pessoas morreram afogadas no rio Congo, na província de Maï-Ndombe, no sudoeste da República Democrática do Congo (RDC), quando naufragou  um barco em que seguiam na noite de segunda a terça-feira última, indicou quarta-feira à imprensa o deputado nacional, Didas Pembe.

De acordo com o deputado Pembe, que também é natural desta localidade, o barco vinha de Mushi para Kinshasa quando um vento violento o sacudiu, a cerca de quarenta quilómetros de Kwamoth, na província de Mai-Ndombe.

"Muito poucos sobreviventes foram encontrados no Congo Brazzaville e em Epulu, uma aldeia perto de Kwamouth", informou o parlamentar acrescentando que o barco teria quase 500 passageiros a bordo.

Pembe pediu ajuda ao governo para resgatar os sobreviventes e encontrar os desaparecidos.

O transporte fluvial é um dos mais utilizados na RD Congo, que dispõe de muitos rios, incluindo o  Congo, de quatro mil e 700 quilómetros de comprimento e lagos e os naufrágios são constantes por causa, na maioria das vezes, da sobrelotação de barcos.

A esta causa se juntam mais outras, como a má sinalização das vias navegáveis, a ausência de sinalização dos barcos e a inexperiência dos comandantes. A maioria dos barcos não cumpre com normas de segurança, nomeadamente o uso de coletes e bóias salva-vidas, sinais luminosos, de acoro com o deputado Pembe.

-0- PANA KON/IS/DIM/DD 01março2018



01 march 2018 11:43:50


xhtml CSS