União Europeia saúda retomada das negociações inter-sudanesas

Bruxelas- Bélgica (PANA) -- A União Europeia (UE) saudou a retomada, a 10 de Junho, das negociações inter-sudanesas sob a égide da União Africana (UA) e encorajou os actores do conflito a manter o processo que deve levar à paz no Sudão.
Num comunicado publicado quinta-feira em Bruxelas, a UE declara "encorajar vivamente" o governo de Cartum e os grupos rebeldes a manter o impulso das negociações de Abuja e chegar urgentemente a uma solução política para o conflito de Darfur (oeste do Sudão).
A União Europeia apelou, uma vez mais, a todas as partes em conflito a respeitar escrupulosamente o acordo de cessar-fogo, encorajando- as a fazer-se "representar ao mais alto nível" e a negociar "em boa fé".
Reiterando o seu apoio à mediação da UA, os "25" saudaram a designação de Salim Ahmed Salim como enviado especial da organização panafricana para as negociações políticas inter-sudanesas em Darfur.
A esse respeito, exortaram as partes a cooperar plenamente com a equipa de mediação da União Africana.
A União Europeia recorda que em virtude da resolução 1591 do Conselho de Segurança o Comité de Sanções desta instância onusina pode tomar medidas contra as pessoas que obstruam o processo de paz.
Afirmando que vai continuar a dar o seu apoio total à organização africana, a UE apela ao governo sudanês e aos grupos rebeldes a cooperar plenamente com a missão de vigilância da UA e a não colocar obstáculos ao trabalho das organizações humanitárias a fim de assegurar "um ambiente seguro e estável".
Declarando-se engajada para a paz no Sudão, a União Europeia lança um apelo ao governo de Cartum e à Frente do Leste para cessar quaisquer ataques na parte oriental do país e alcançar urgentemente uma resolução política da crise sudanesa.
Entretanto, aviões britânicos partirão sexta-feira para assegurar o transporte de tropas nigerianas para o Sudão no quadro do apoio logístico que a Organização do Tratado Atlântico Norte (OTAN) deve dar à Missão Militar da União Africana naquele país.
O presidente da Comissão da UA, Alpha Oumar Konaré, foi recebido recentemente na sede da OTAN em Bruxelas (Bélgica), onde solicitou apoio logístico, cujas operações vão decorrer de 1 de Julho a 30 de Setembro.
No âmbito do acordo assinado entre a União Africana e a OTAN, esta organização deverá fornecer apoio logístico, sobretudo na área de transportes aéreos e da formação de pessoal.

01 Julho 2005 09:52:00




xhtml CSS