União Europeia financia formação de pessoal médico no Congo

Brazzaville, Congo (PANA) - O Projeto de Apoio à Formação Contínua do Pessoal Paramédico (PARAMED) financiado em cerca de quatro milhões e 600 mil euros pela União Europeia acaba de ser lançado em Brazzaville, para formar mil e 450 agentes, anunciou neste fim de semana o Ministério congolês da Saúde e População.

Este projeto, cuja aplicação foi confiada à Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD), visa melhorar a qualidade dos cuidados prestados pelo pessoal paramédico nos hospitais e centros de saúde integrados no Congo.

Será garantida uma assistência técnica em apoio à formação contínua deste pessoal, que inclui 900 enfermeiras, 300 parteiras e 250 técnicos de laboratório, ou seja, 15 porcento do pessoal atualmente em serviço nas estruturas sanitárias.

Esta permitirá a assistência eficaz dos pacientes e a melhoria da saúde da população.

O PARAMED deverá assim resolver numerosos problemas de saúde no país onde, apesar de uma rede de cerca de 850 estabelecimentos sanitários e cerca de 11 mil médicos, dos quais 80 porcento no setor público, os indicadores sanitários continuam baixos.

As taxas elevadas de morbidade (39 porcento), de mortalidade infantil (81 porcento), infanto-juvenil (108 porcento) e materna (781 por 100 mil) atestam a vulnerabilidade de grande parte da população.

Este quadro reflete uma má qualidade dos cuidados ligada à competência insuficiente das pessoas encarregues de os prestar à população.

-0- PANA MB/JSG/MAR/IZ 02jan2014

02 Fevereiro 2014 14:26:35


xhtml CSS