União Europeia apoia iniciativa argelina de acolher diálogo entre Líbios

Tripoli, Líbia (PANA) - A União Europeia (UE) saudou a iniciativa da Argélia  de reunir protagonistas da crise líbia em outubro próximo para um  diálogo inclusivo com vista a encontrar uma solução para a crise prevalecente no seu país, informou sábado a imprensa  líbia.

"A Argélia anunciou organizar em outubro próximo um encontro a fim de encontrar uma solução consensual para a crise líbia e a União Europeia congratula-se com esta iniciativa e está disposta a participar nele ", indicou  um porta-voz europeu, Michael Mann, citado pela fonte.

O ministro argelino dos Negócios Estrangeiros, Ramtane Lamamra, anunciou que o seu país vai acolher um diálogo entre os protagonistas políticos líbios, em outubro, justificando esta iniciativa pelo desejo de evitar a intervenção militar ocidental e pôr cobro à crise política a favor de uma reconciliação nacional na Líbia.

A Missão  de Apoio das Nações Unidas na Líbia (MANUL) anunciou, por seu lado, ter recebido  a resposta dos atores líbios de participar na iniciativa de diálogo a ocorrer a 29 de setembro corrente.

Por outro lado, a UE indicou, sexta-feira última, ter tido conhecimento do pedido da França de classificar a milícia islamita líbia Ansar Asharia na lista de organizações terroristas, o que, a seu ver, implica a proibição de negociar com seus membros, o congelamento de seus bens assim como a proibição de viajar para seus membros,  referiu-se Michael Mann.

O chefe da diplomacia argelina  frisou que qualquer disposição para este assunto será tomada em coordenação com o Conselho da Europa que representa os Governos dos países membros.

O ministro francês dos dos Negócios Estrangeiros, Laurent Fabius, pediu na quinta-feira última  a inscrição de Ansar Asharia (partidário da lei islâmica) na lista de terroristas, ou seja Al-Qaeda, elaborada pelo Conselho de Segurança das Nações Unidas.

-0- PANA BY/DIM/DD 27set2014

27 Setembro 2014 13:48:08




xhtml CSS