União Africana saúda maturidade do povo tunisino

Addis-Abeba, Etiópia (PANA) – A União Africana (UA) não inscreveu a situação na Tunísia na agenda da sua XVI cimeira, mas saudou a maturidade política do povo tunisino na expressão das suas aspirações à liberdade, à democracia e à justiça, declarou segunda-feira em Addis Abeba, na Etiópia, o porta-voz do presidente da Comissão da UA, Noureddine Mezni.

« A UA foi a primeira organização internacional a realizar desde 15 de janeiro corrente uma reunião de trabalho sobre a Tunísia a nível do seu Conselho de Paz e Segurança. No termo dos seus trabalhos, o Conselho divulgou um comunicado sobre a situação no país », precisou o diplomata africano à PANA.

De acordo com o porta-voz do presidente da CUA, a organização pan-africana está confiante nas medidas políticas tomadas recentemente, no quadro dum consenso nacional, para estabilizar a situação após a fuga do Presidente Zine el-Abidine Ben Ali na sequência de protestos populares.

« A Comissão está igualmente confiante nas medidas tomadas para concretizar a abertura política que, com as outras disposições, vai permitir ao povo tunisino ganhar a sua aposta democrática e emergir desta crise como uma nação mais forte e mais próspera », prosseguiu o porta-voz de Jean Ping.

Uma delegação ministerial tunisina participou nos trabalhos da Cimeira da UA, que se realiza de domingo a segunda-feira sob o lema « Valores Partilhados para uma Maior Unidade e Integração ».

-0- PANA SEI/JSG/FK/TON 31jan2011

31 Janeiro 2011 13:09:34




xhtml CSS