União Africana pede mais mulheres em cargos diplomáticos

Addis Abeba- Etiópia (PANA) -- O presidente da Comissão da União Africana (UA), Jean Ping, convidou os líderes do continente a nomear mais mulheres como suas embaixadoras na Etiópia para serem membros do Comité de Representantes Permanentes (COREP) da organização panafricana.
Ping instruiu igualmente os membros do seu gabinete a incluirem pelo menos uma candidatura feminina sempre que haja um cargo de responsabilidade a prover a nível da Comissão da UA como uma oportunidade para se promover os ideais da igualdade entre homens e mulheres.
"Devemos encorajar os Estados a designar diplomatas do sexo feminino.
Só temos três embaixadoras acreditadas junto da UA.
Os países membros devem igualmente seleccionar os seus candidatos tendo em conta a perspectiva do género", declarou Ping sábado durante uma reunião preparatória à cimeira da organização continental, em Addis Abeba.
Indicou que a UA estava pronta a trabalhar com redes mais alargadas sobre os direitos femininos para encorajar os países africanos a ratificar o Tratado da UA sobre os Direitos do Homem e dos Povos.
Mulheres africanas representando 31 organizações da sociedade civil estiveram reunidas na capital etíope, Addis Abeba, num encontro regular preliminar à cimeira da UA, para discutir os progressos feitos pela União Africana no melhoramento da condição feminina.
O encontro que decorreu sob a égide da organização "Solidadriedade para os Direitos da Mulher Africana (SOAWR)" criticou a maior parte dos dirigentes africanos de não ter feito "grande coisa" para melhorar o destino das mulheres.
Os chefes de Estado e de Governo africanos já aceitaram ratificar o tratado consagrado ao melhoramento da situação das mulheres pela eliminação de todo o tipo de práticas negativas que impedem a mulher de gozar dos mesmos direitos que os homens, bem como de todo o tipo de discriminação associada ao sexo.
Mas, segundo as mulheres africanas, esta promessa não foi cumprida até agora, a julgar pelo número de países que já ratificaram o referido protocolo.

25 Janeiro 2009 18:29:00




xhtml CSS