União Africana lança apelo a favor da Libéria

Addis Abeba- Etiópia (PANA) -- A V sessão ordinária do Conselho Executivo da União Africana (UA), que terminou segunda-feira em Addis Abeba, lançou um apelo à comunidade internacional para apoiar financeiramente os programas relativos ao Desarmamento, Desmobilização, Reintegração (DDR), às operações humanitárias e à reconstrução da Libéria.
"O Conselho Executivo pede aos Estados membros da UA e aos membros da comunidade internacional em geral e, em particular, aos que se comprometeram durante a conferência de doadores realizada em Nova Iorque, em Fevereiro de 2004, que forneçam toda a assistência possível", lê-se na resolução adoptada pelos ministros africanos dos Negócios Estrangeiros.
O Conselho apela igualmente para contribuirem "generosamente" em todos os esforços humanitários e na reconstrução da Libéria.
Por outro lado, a resolução exorta as diferentes partes implicadas no processo de paz a assinarem, o mais rápido possível, o processo de DDR, que reveste uma "importância crítica".
Pedem, por outro lado, a Missão das Nações Unidas na Libéria (MINUL), o governo de transição da Libéria e os líderes das ex- facções político-militares do país que façam tudo para impedir a circulação dos ex-combatentes e das armas em direcção aos países vizinhos, precisamente para salvaguardar os processos de paz que estão em curso na África Ocidental.
O Conselho Executivo da União Africana apela igualmente as partes liberianas para respeitarem o mês de Outubro de 2005 previsto no acordo global de paz como limite para a realização de eleições gerais.
Finalmente, os ministros africanos dos Negócios Estrangeiros lançam um apelo ao Conselho de Segurança da ONU para que levante as sanções impostas sobre a venda de diamentes e madeira da Libéria "para permitir ao governo da Libéria honrar os seus compromissos, em particular, no tocante aos seus programas de reabilitação e de reconstrução".

06 Julho 2004 14:49:00




xhtml CSS