União Africana engajada na assinatura geral de acordo de paz no Mali

Abidjan, Côte d´Ivoire (PANA) - O chefe da Missão da União Africana (UA) para o Mali e Sahel (MISAHEL), Pierre Buyoya, assegurou que a organização pan-africana fará tudo para que todos os protagonistas assinem o acordo de paz inter-maliano saído das negociações de Argel, segundo um comunicado do Instituto de Estudos de Segurança (ISS) transmitido quinta-feira à PANA.

Em entrevista exclusiva publicada no relatório do Conselho de Paz e Segurança do ISS, Buyoya exprime a determinação da UA a trabalhar para a assinatura por todos os protagonistas do acordo de paz de Argel rubricado a 1 de março último.

O enviado especial da UA afirmou que o acordo de Argel é um compromisso que não dará totalmente satisfação a qualquer parte abrangida.

"Acreditamos que o acordo assinado na sua globalidade propõe uma tentativa real de tratar todas as preocupações de ordem política, incluindo um esquema de partilha das responsabilidade entre as autoridades governamentais, as autoridades regionais e as comunidades locais", afirmou.

"Este acordo toma igualmente em conta as questões de segurança, desenvolvimento, justiça e humanitária e neste ângulo é um passo importante para a resolução das crises recorrentes no norte do Mali", notou.

O ex-Presidente burundês considera que este acordo é diferente dos assinados desde 1990 entre o Estado maliano e os movimentos armados no norte do país devido ao forte engajamento da comunidade internacional nas negociações e aos mecanismos de acompanhamento.

"Espero que todas as partes envolvidas honrem os seus engajamentos para garantir uma aplicação efetiva e fiel deste acordo. Neste caso, não havaria outro fator que encoraja a recorrência das rebeliões e isto suporia que a aplicação do acordo instaure uma paz duradoura no norte do Mali", sublinhou o O chefe da Missão da União Africana (UA) para o Mali e Sahel.

-0- PANA BAL/JSG/MAR/TON 19março2015

19 Março 2015 16:15:21




xhtml CSS