USAID investe no desenvolvimento agrícola em África

Dakar- Senegal (PANA) -- A Agência Americana para o Desenvolvimento Internacional (USAID) está a mobilizar-se para ajudar os países da África Ocidental a desenvolver o seu sector agrícola e reforçar a sua integração económica, indica um comunicado de imprensa transmitido sexta-feira à PANA.
No domínio agrícola, os programas da USAID incluem as pesquisas científicas, formação dos consumidores, saúde pública a nível sub- regional, respeito pelas normas de segurança sanitária dos alimentos e trocas de informações sobre o mercado para os camponeses.
A agência americana está actualmente a levar a acabo um programa agrícola na África Ocidental (WARP) e um dos objectivos é facilitar a harmonização da regulamentação sanitária e fito-sanitária dos países da sub-regional.
Este programa está a ser executado em colaboração com a União Económica e Monetária Oeste-Africana e a Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO).
No quadro da WARP, a USAID pretende, com outros doadores e parceiros de desenvolvimento aumentar o número de redes de informações sobre os mercados e facilitar as relações de negócios a nível sub-regional em certos sectores agrícolas, indica o comunicado.
Para além dos 16 países da África Ocidentral, a USAID encoraja o desenvolvimento económico de quatro países da África Central, designadamente os Camarões, Guiné-Equatorial, São Tomé e Príncipe e Tchad.
Em 2003, o WARP abriu o Centro Oeste-Africano de Competitividade Mundial (WATH) para ajudar os produtores de produtos como amendoim, manteiga de Karité (planta da África tropical de que se extrai gordura comestível) e têxteis manuais, a poderem responder às exigências dos consumidores americanos para que possam exportar para os Estados Unidos.
Este centro ajuda os decisores públicos e as empresas privadas a tirar proveito da Lei sobre o Crescimento e Possibiidades Económicas em África, indica a USAID.

02 Julho 2004 13:50:00


xhtml CSS