UNICEF salva 850 mil crianças de desnutrição aguda em 2012

Yaoundé, Camerão (PANA) – O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) salvou mais de 850 mil crianças duma severa e grave desnutrição em nove países  da faixa do Sahel, segundo um relatório de avaliação do ano 2012 cuja cópia foi entregue à PANA  terça-feira.

O relatório revela que esta cifra é uma projeção  baseada em cerca de 730 mil crianças de menos de cinco anos de idade assistidas em centros de referência entre janeiro e finais de setembro  último.

Este resultado foi alcançado graças ao envolvimento de governos, de agentes do sistema das Nações Unidas, bem como de organizações humanitárias,  ao apoio de principais  doadores e aos apelos de fundos lançados pelos comitês nacionais do UNICEF, de acordo com a fonte.

Em dezembro de 2011, o UNICEF alertou para 1,1 milião de crianças expostas a uma "desnutrição grave e aguda na faixa do Sahel" e que necessitam de uma assistência especializada, tendo lançado, naquela ocasião, um apelo de fundos de emergência que lhe permitira recolher mil e 347 miliões de dólares americanos sobre um total de 239 miliões de dólares esperados, indica o texto.

Esses países doadores, nomeadamente a Suécia e a Dinamarca, bem como a União Europeia (UE) e a Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID), permitiram comprar géneros alimentícios e alimentos terapêuticos prontos para o consumo, lê-se no comunicado.

Os países afetados pela baixa pluviometria e pela queda de colheitas em 2012 e onde crianças foram assistidas pelo UNICEF são o Burkina Faso, o norte dos Camarões, o Mali, a Maurtânia, o Níger, o norte da Nigéria, uma parte do norte do Senegal e o Tchad, indica o mesmo documento.

-0- PANA EB/DIM/DD  12dez2012

12 décembre 2012 08:44:17




xhtml CSS