UNICEF reconhece avanços na redução da mortalidade infantil em Angola

Luanda, Angola (PANA) - A representante regional do UNICEF para a África Austral e Oriental, Leila Pakkala, felicitou Angola pelos "avanços alcançados" na área da saúde materna e infantil e redução da mortalidade em crianças menores de cinco anos de idade.

Leila Pakkala disse que apreciou todos os resultados alcançados por Angola na área da saúde materna infantil, particularmente, na área da vacinação.

A  responsável do UNICEF,  que falava depois de uma visita ao Hospital Especializado Materno-Infantil do Kilamba Kiaxi para constatar o trabalho do Governo e do UNICEF na área da saúde, felicitou também Angola pelo aumento do número de menores com registo de nascimento.

Leilla Pakkata acredita que o Programa de Registo de  Crianças ao Nascer criará um modelo efetivo para garantir este direito a cada menor que nascer em Angola.

Encorajou o Governo a expandir o programa de registo de nascimentos em todas as unidades maternas e infantis do país.

Considerou que o país deve concentrar esforços para reduzir de forma mais significativa a taxa de mortalidade materna e  neonatal.

De acordo com a responsável do UNICEF, para atingir os objetivos pretendidos pela sua agência e pelo Governo é necessário mais investimentos em serviços integrados de saúde, na promoção de comportamentos positivos nas famílias e  em serviços  especializados de saúde  para adolescentes.

Afirmou que,  durante a sua visita, pôde constatar que o modelo integrado de saúde materno infantil  pode  ter grande impacto e deve ser apoiado e implementado em outras partes do país.

Manifestou a disponibilidade da sua organização em continuar a trabalhar com Angola na mobilização de meios para os programas de saúde materno-infantil.

-0- PANA ANGOP/IZ 29agosto2018  

29 أغسطس 2018 15:55:30


xhtml CSS