UNESCO reabre representação nacional na Côte d'Ivoire

Abidjan, Côte d´Ivoire (PANA) - A diretora-geral da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO), Irina Bokova, reinaugurou neste fim de semana o gabinete nacional da sua instituição na Côte d'Ivoire, na presença do primeiro-ministro ivoiriense, Daniel Kablan Duncan.

Na ocasião, Duncan sublinhou que as novas instalações, que simbolizam a presença física da UNESCO na Côte d'Ivoire, anunciam-se como "um grande ponto de convergência para acolher as inteligências de todas as disciplinas para acompanhar o país com vista a enfrentar os  seus desafios, nomeadamente a busca da paz, vocação primeira da UNESCO".

"A reinauguração deste gabinete em Abidjan, acrescida ao regresso do Banco Africano de Desenvolvimento (BAD), constitui uma das marcas e provas mais tangíveis do regresso da paz e da reconciliação à Côte d'Ivoire", disse.

Para Bokova, por seu turno, a reabertura das instalações da UNESCO em Abidjan tem por objetivo apoiar os esforços das autoridades ivoirienses, nomeadamente nos domínios da educação, da formação de professores, da escolarização das crianças, da alfabetização, da ciência, da pesquisa e da cultura.

Quinta-feira, no termo de uma audiência concedida a Bokova, o Presidente ivoiriense, Alassane Ouattada, saudou esta reabertura do gabinete nacional da UNESCO como "uma grande marca de confiança e um testemunho da normalização da situação sociopolítica da Côte d'Ivoire".

Depois da deslocação do gabinete da UNESCO, na sequência da crise ivoiriense, o Governo ivoiriense assinou com a agência onusina, em abril passado, um novo acordo de sede para a sua reabertura.

-0- PANA BAL/TBM/SOC/MAR 15setembro2013

15 Setembro 2013 16:15:31


xhtml CSS