UNESCO define desafios para educação superior de qualidade

Dakar- Senegal (PANA) -- O director-geral adjunto da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO), Noureini Tidjani Serpos, definiu segunda-feira em Dakar os desafios que devem enfrentar os Governos africanos para um ensino superior de qualidade.
Falando na abertura da Conferência Regional sobre o Ensino Superior em África (CRESA), que decorre em Dakar até quinta-feira, Serpos indicou que as tendências se aceleraram consideravelmente nos últimos 10 anos, "com a massificação do ensino superior, a mobilidade acrescida dos estudantes, a diversificação dos fornecedores e fontes de financiamento, a expansão do ensino superior privado, aberto e à distância".
Afirmou que "gerir estas mudanças constituem desafios para vários Governos", antes de se interrogar: "Como encorajar a mobilidade sem aumentar a fuga das competências? Como favorecer a contribuição da diáspora para o reforço das capacidades no continente? Como se assegurar que o ensino superior dispensado por uma variedade de fornecedores é de qualidade e responde às necessidades de desenvolvimento nacionais e regionais? Como assegurar um acesso equitativo, baseado no mérito?.
Diante desta situação, respondeu, "é imperativo fazer boas escolhas, tomar as boas decisões políticas para permitir ao ensino superior realizar as suas funções e missões na sociedade".
A reunião de Dakar visa avaliar o caminho percorrido para a melhoria do sistema educativo em África, medir os desafios em relação aos canais de integração regional e à mundialização.
"Ela deve indicar as vias mais apropriadas para tornar o ensino superior mais eficiente, melhor adaptado à procura social e capaz de assegurar uma melhor qualidade das prestações, em relação à produção de saberes (.
.
.
) A tarefa é complexa, porque a paisagem do ensino superior está em constante mutação e evolução", insistiu Serpos.
O director-geral adjunto da UNESCO acrescentou que a Conferência Mundial sobre o Ensino Superior, que decorrerá na sede da agência onusina em Paris de 6 a 8 de Julho de 2009, e a sua mesa redonda sobre África "permitirão instaurar parcerias sólidas, reunindo actores continentais e internacionais em redor do objectivo de melhor coordenar a multitude de iniciativas a favor do desenvolvimento do ensino superior em África e de mobilizar os recursos necessários".

11 Novembro 2008 12:09:00


xhtml CSS