UNESCO aprova criação do Instituto da África Ocidental na Praia

Praia- Cabo Verde (PANA) -- O projecto de criação do Instituto da África Ocidental (IAO) foi aprovado pela recém terminada 35ª Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas para Educação Ciência e Cultura (UNESCO) decorrida em Paris, França, apurou a PANA este fim-de-semana de fonte autorizada.
O IAO vai ter categoria 2, estatuto que o faz internacional, autónomo e a funcionar sob os auspícios da UNESCO.
Segundo uma fonte ligada à instalação do referido instituto em Cabo Verde, o documento que a Comissão Executiva da UNESCO submeteu à Assembleia Geral deste organismo sobre a proposta de criação do IAO na Praia provou a importância e a necessidade da instituição.
"A UNESCO encoraja a cooperação internacional visando a integração regional", pode ler-se no documento que teve como base um relatório preciso e profundo elaborado pelo cessante director-geral da organização, quem concluiu que "tal iniciativa corresponde exactamente aos objectives da organização".
Ao aprovar a criação do IAO, a Assembleia Geral da organização mundial que responde pela educação, ciência e cultura teve em boa conta a proposta do Governo de Cabo Verde apresentada em Janeiro de 2008 e a pronta adesão de importantes parceiros internacionais, sublinha a fonte.
Entre estes parceiros cita-se organizações como a Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) e a União Económica e Monetária Oeste-Africana, bem como o Ecobank, uma instituição bancária regional.
Ao recomendar a assinatura do acordo entre a UNESCO e o Governo de Cabo Verde que cria o IAO, a Comissão Executiva enfatizou claramente "a importância que reveste a integração regional como instrumento vital para assegurar a viabilidade do crescimento económico, da paz e da estabilidade, assim como a consolidação da democracia na África Ocidental".
A nível interno, o Governo de Cabo Verde aprovou, a 23 de Setembro passado, o projecto de lei que permite a criação de organizações internacionais no país, o qual já foi enviado à Assembleia Nacional (Parlamento) para aprovação.
Ao que tudo indica a lei deve ser discutida em Novembro e, se for aprovada, ficam assim praticamente abertas as portas para a entrada em funcionamento do IAO em meados de 2010.
Ainda no quadro do projecto de criação do IAO, realiza-se na Praia, nos dias 12, 13 e 14 de Novembro, o primeiro Encontro Nacional sobre Investigação e Desenvolvimento (ENID1), com a participação já garantida de mais de uma centena de delegados.
Entre os participantes estarão investigadores de renome nacional e internacional, como o Prémio Nobel de Biologia e Medicina Sydney Brenner, que será o presidente científico do evento.
A decisão de criar o Instituto da África Ocidental para a integração regional, com sede na cidade da Praia, foi tomada pelos chefes de Estado e de Governo da CEDEAO, em Janeiro de 2008, com base numa proposta do governo de Cabo Verde e da UNESCO.

25 Outubro 2009 11:49:00


xhtml CSS