UEMOA preocupada com reforma das finanças públicas e segurança energética

Dakar, Senegal (PANA) –  A reforma das finanças públicas e a segurança energética continuam os setores prioritários para os quais o Comité de Política Monetária (CPM)  do BCEAO (Banco Central dos Estados da África Ocidental) recomenda mais esforços dos países-membros da União Económica e Monerária Oeste-Africana (UEMOA).

O CPM, órgão  encarregue de aplicar a política monetária da UEMOA que realizou a sua quinta sessão, na semana passada em Dakar (Senegal), projeta  uma taxa de crescimento da atividade económica de 5,3 porcento em 2012 contra  1,0 porcento em 2011, indicando que a retoma continua frágil, em relação à degradação do instrumento de produção na Côte d’Ivoire e à amplitude dos recursos necessários para o relançamento das atividades neste país.

Observa igualmente as incertezas ligadas ao impacto das recentes turbulências financeiras no crescimento nos países industrializados e emergentes e,  por conseguinte, na procura externa dirigida aos países da União.

Os membros do CPM decidiram igualmente manter uma vigilância constante no acompanhamento da evolução dos preços que, em média, seria de 3,6 porcento no terceiro trimestre de 2011 contra 4,8 porcento no segundo trimestre do mesmo ano, para depois aumentar 2,4 porcento no último trimestre de 2011.

Segundo o BCEAO, a inflação deverá estar à altura do objetivo de estabilidade dos preços na União, no termo dos próximos 24 meses, tendo a taxa de inflação na União, em deslize anual,  passado de 5,7 porcento em finais de abril de 2011 para 4,8 porcento em finais de maio de 2011 e 3,9 porcento até finais de junho de 2011, mês marcado  pelo restabelecimento dos circuitos de distribuição na Côte d’Ivoire e pela regressão da inflação importada.

-0- PANA COU/SSB/FK/IZ 13set2011

13 Setembro 2011 10:45:06


xhtml CSS