UE lança Corporação Médica Europeia para intervenções sanitárias de emergência

Bruxelas, Bélgica (PANA) – A União Europeia (UE) criou uma Corporação Médica Europeia, na sequência, nomeadamente, da crise do vírus de Ébola que afetou no ano passado a África Ocidental, soube-se de fonte oficial.

Em caso de futuras  emergências sanitárias, esta corporação europeia permitirá o desdobramento rápido de equipas e de equipamentos médicos, tanto na UE com nos países terceiros, indica um comunicado da Comissão Europeia transmitido esta sexta-feira à imprensa.

O novo órgão  integra equipas do  pessoal médico de emergência, peritos em coordenação sanitária e médica, de laboratórios móveis de biossegurança, de aviões para a evacuação das pessoas e de equipas de apoio logístico.

Durante o lançamento da Corporação Médica, o comissário europeu para a Saúde, Vytenis Andriukatis, declarou que « a globalização, o aumento do número de viajantes e a existência de biliões de pessoas que vivem na pobreza, sem sistemas de saúde, de saneamento e de higiene, favorecem a propagação dos vírus e de possíveis pandemias ».

A Corporação Médica Europeia faz parte da nova capacidade de reação de emergência do mecanismo de proteção civil da UE.

-0- PANA AK/JSG/FK/IZ 19fev2016

19 Fevereiro 2016 14:25:09


xhtml CSS