UE e Itália financiam formação de trabalhadores de saúde no Sudão

Cartum, Sudão (PANA) - A União Europeia (UE) e a Embaixada de Itália no Sudão lançaram conjuntamente um projeto de saúde no leste do país que vai formar milhares de membros do pessoal de saúde em colaboração com as academias de ciências da saúde.

Num comunicado chegado terça-feira à PANA, o Gabinete da UE em Cartum declara que o documento do projeto foi assinado em novembro de 2013 durante uma visita dos embaixadores europeus ao leste do Sudão, numa cerimónia em que participou Musa Mohamed Ahmed, assistente do Presidente do Sudão, e os governadores de Gadaref e Kassala.

O objetivo principal do projeto é aumentar o acesso e melhorar a qualidade dos cuidados de saúde para as comunidades mais vulneráveis e igualmente reforçar a eficácia do sistema de saúde no leste do Sudão.

O projeto UE-Itália estima-se em 12 milhões e 800 mil euros, inteiramente financiados pela UE e será implantado pela cooperação italiana em Kassala, Gedaref e Mer Rouge até 2016.

Visa aumentar a disponibilidade de medicamentos através da melhoria dos processos de compra e entrega ao leste do Sudão, e desenvolver um sistema de cuidados de urgência ao mesmo tempo a nível das localidades e do Estado.

-0- PANA MO/MA/MTA/AAS/SOC/MAR/IZ 02abril2014

02 Abril 2014 15:58:29


xhtml CSS