UE disposta a enviar assistência médica para combater Ébola na RD Congo

Bruxelas, Bélgica (PANA) – A União Europeia (UE) está pronta para enviar uma assistência médica rápida à RD Congo para combater o vírus Ébola, surgido na localidade de Bikoro, anunciou o comissário europeu para as Situações de Crise, Christos Stylianides.

"Devemos recusar qualquer complacência para com o vírus de Ébola, que não deve ser visto  com ligeireza", declarou  o responsável europeu.

Falando à imprensa em Bruxelas, quarta-feira, Stylianides sublinhou ser preciso tirar as lições do passado da epidemia de Ébola que fez 11 mil mortos em 2015, na África Ocidental, onde três países foram afetados pela doença, designadamente a Guiné-Coankry, a Serra Leoa e a Libéria.

Com efeito, disse, a dificuldade maior é a conservação da cadeia de frio para as doses de vacinação que devem ser mantidas numa temperatura de 80 graus na  localidade de Bikoro, sem eletricidade e sem reservatório de combustíveis.

Bikoro está situado a 15 horas de moto de Mbandaka, a capital do Equador, a cidade mais próxima à qual Bikoro está ligada sem estrada asfaltada.

A vacina experimental foi utilizada na África Ocidental durante a epidemia de Ébola cujas vítimas conseguiram ser limitadas a 11 mil mortos.

A UE examina os meios de instalar um laboratório móvel em Bikoro, indicou à imprensa um médico epidemiologista belga.

-0- PANA AK/IS/FK/IZ 17maio2018

17 مايو 2018 19:02:59


xhtml CSS