UE condena violências contra civis e agentes humanitários na República Centroafricana

Bruxelas, Bélgica (PANA) – A União Europeia (UE) condena « firmemente » as violências ocorridas na capital centroafricana, Bangui, desde 8 de outubro corrente, e ataques contra as populações civis, parceiros humanitários e forças internacionais, soube-se de fonte oficial.

Num comunicado transmitido quinta-feira à imprensa em Bruxelas, na abertura duma cimeira dos chefes de Estado e de Governo europeus, a UE exorta todos os grupos armados na República Centroafricana (RCA) a cessarem « imediatamente » as violências conformando-se com o Acordo de Cessação das Hostilidades assinados em julho de 2014 em Brazzaville (Congo).

A UE advogou a manutenção da mobilização internacional, essencial, a fim de contribuir para uma resolução da crise duradoura na RCA.

Enalteceu o trabalho notável cumprido sob a égide da União Africana (UA) pela Missão Internacional de Apoio à RCA sob Liderança Africana (MISCA), bem como a transmissão da autoridade da MISCA à Missão Multidimensional Integrada das Nações Unidas na RCA (MINUSCA).

Reafirmou o seu apoio total às autoridades de transição, « que devem continuar unidas » e determinadas nos seus esforços a dar novos impulsos políticos e obter finalmente resultados tangíveis.

A UE encorajou, em particular, as autoridades de transição na RCA a lançarem « sem delongas » um processo de diálogo político « inclusivo » bem como iniciativas locais e nacionais de reconciliação que associem todas as populações centroafricanas a fim de favorecer uma gestão consensual da transição e uma visão partilhada dos desafios a enfrentar.

-0- PANA AK/BEH/FK/DD 24out2014

24 Outubro 2014 11:15:49




xhtml CSS