UE concede ajuda orçamental de 5 milhões de euros a Cabo Verde

Praia- Cabo Verde, 10 fev (PANA) -- A União Europeia (UE)vai disponibilizar dentro em breve a Cabo Verde uma ajuda orçamental avaliada em 5 milhões de euros(quase o mesmo valor em dólares), soube-se este fim-de-semana na cidade da Praia.
Em carta dirigida às autoridades cabo-verdianas e cujo conteúdo foi reproduzido em parte na imprensa cabo-verdiana, a UE disse ter já dado instruções para que seja remetida ao Governo de Cabo Verde a segunda "tranche" do montante global de 5 milhões de euros, acordado no âmbito global de uma convenção de financiamento assinada entre as duas partes há cerca de dois anos.
Para além da UE, também o Banco Mundial(BM), o Fundo Monetário Internacional(FMI) e o Banco Africano de Desenvolvimento fazem parte das instituições que também se comprometerem em conceder a Cabo Verde uma ajuda orçamental e à balança de pagamentos para este ano, num total estimado em 5 mil milhões de escudos cabo- verdianos (cerca de 45 milhões de dólares).
O Orçamento do Estado para o corrente ano é de 35.
5 mil milhões de escudos cabo-verdianos (cerca de 330 milhões de euros).
De acordo com observadores na cidade da Praia, os apoios que Cabo Verde tem estado a receber dos seus parceiros internacionais devem-se, em certa medida, aos bons resultados obtidos pelas autoridades cabo-verdianas na aplicação das reformas implementadas no qudro do ajustamento estrutural em curso no país.
Na carta dirigida ao Governo do arquipélago, o comissário europeu Paul Nielsen, que visitou Cabo Verde no ano passado, congratula- se com os resultados obtidos por este país nos domínios do programa de saneamento da economia e reitera o engajamento de Bruxelas na realização das reformas em curso.
Nielsen considera muito positiva a evolução das reformas encetadas pelo Governo cabo-verdiano nos domínios das finanças públicas, em geral, e da gestão dos fundos de contrapartida alimentar, em particular.

10 Fevereiro 2003 15:53:00




xhtml CSS