UE concede 29 milhões de euros de ajuda humanitária para deslocados somalís

Bruxelas, Bélgica (PANA) – O comissário europeu para a Ajuda Humanitária e Gestão das Crises, Christos Stylianides, anunciou na Somália que a União Europeia (UE) decidiu desembolsar 29 milhões de euros a favor das pessoas deslocadas neste país, indica um comunicado oficial transmitido esta quinta-feira à imprensa.

Segundo o comunicado, em seis milhões de habitantes, um milhão de Somalís estão  deslocados no interior e no exterior do país, fugindo aos confrontos entre os combatentes islamitas Shebab e as forças do Exército regular do país.

« Apesar das condições de segurança difíceis em que operam os trabalhadores humanitários encarregues de transportar a ajuda, não podemos ignorar as crises longas e complexas tais como as que afetam a Somália », explicou o comissário europeu por ocasição da atribuição destes fundos cuja gestão será confiada às organizações humanitárias parceiras da União Europeia.

Estes fundos servirão para o fornecimento de víveres, medicamentos bem como de produtos de higiene e a construção das instalações sanitárias.

Segundo os relatórios das Organizações não Governamentais que operam na Somália, pelo menos um milhão de Somalís deixaram as suas habitações para fugir para o interior do país e os países vizinhos : Quénia, Etiópia e Iémen.

A Somália está igualmente enfraquecida por vários anos de crises consecutivas à fome, às fracas colheitas, à seca e a outras catástrofes naturais.

Recentemente, o país foi afetado pelo fenómeno meteorológico El Niño, afetando 145 mil pessoas vítimas das inundações no sul do país, enquanto no norte 34 mil pessoas são vítimas da seca.

-0- PANA AK/BEH/FK/TON 21jan2016

21 Janeiro 2016 17:21:47


xhtml CSS