UE atribui ajuda orçamental de 55 milhões de euros a Cabo Verde

Praia, Cabo Verde (PANA) – A União Europeia (UE) vai atribuir a Cabo Verde 55 milhões de euros para ajuda orçamental, no âmbito do Programa Indicativo de Cooperação (PIC) 2014/2020, apurou a PANA quarta-feira na cidade da Praia.

O acordo para a disponibilização desta verba foi assinado nas ilhas Samoa, pelo ministro cabo-verdiano das Relações Exteriores, Jorge Borges, e pelo comissário da UE para Ajuda ao Desenvolvimento, Andris Piebalgs, à margem da Terceira Cimeira dos Pequenos Estados Insulares em Desenvolvimento que decorre neste arquipélago do Pacífico Sul.

Em declarações à Rádio de Cabo Verde (RCV), Jorge Borges, que acompanha o primeiro- ministro cabo-verdiano na cimeira, sublinhou que esta disponibilidade da UE demonstra que de facto a via de parceria Cabo Verde/União Europeia foi “uma boa opção” por parte das autoridades cabo-verdianas.

Esta parceria, explicou o chefe da diplomacia cabo-verdiana, foi “a via melhor que Cabo Verde encontrou para manter o diálogo com a UE”, uma vez que permite definir projetos “com qualidade e antever o desenvolvimento” do país de forma “muito mais planeada”.
    
Por sua vez, o representante da UE disse que Cabo Verde vai receber a verba porque tem sabido utilizar os recursos disponibilizados através da ajuda orçamental; a UE confia no seu sistema orçamental e porque o arquipélago tem ainda “muitas vulnerabilidades”.

“Desta forma também a União Europeia quer encorajar outros parceiros a serem mais flexíveis com Cabo Verde”, sublinhou Andris Piebalgs.

De acordo com a RCV, o montante a ser disponibilizado pela UE será utilizado nos programas de crescimento económico, luta contra pobreza e mobilidade, entre outros.

-0- PANA CS/IZ 03et2014

03 september 2014 16:54:03




xhtml CSS