UE apoia projeto de valorização de produtos culturais em Cabo Verde

Praia, Cabo Verde (PANA) - A Fundação Amílcar Cabral e a Delegação da União Europeia (UE) em Cabo Verde lançam terça-feira, na Cidade da Praia, o projeto denominado “Memória sem Confins - A Descoberta de Cabo Verde”, que visa contribuir para o desenvolvimento socioeconómico do arquipélago através da produção de produtos turísticos conexos à fruição e à valorização dos bens culturais, soube a PANA na capital cabo-verdiana de fonte segura.

O projeto, financiado pela UE no âmbito do programa temático para atores não estatais e autoridades locais no desenvolvimento (Promoção da Cultura 2013), propõe-se igualmente a desenvolver uma oferta turístico-cultural para a promoção dos recursos culturais existentes e ligados à memória, à história e à natureza, em estreita relação com as potencialidades turísticas, e criar competências profissionalizantes no âmbito do turismo cultural.

De acordo com os promotores do projeto, o ato de lançamento acontece no quadro de uma jornada que servirá de ocasião para informar sobre o caráter inovador do mesmo de modo a criar consenso e suporte em torno da sua execução.

“O confronto de ideias, que será promovido durante a jornada, servirá para identificar e estabelecer sinergias e ações conjuntas com os principais grupos interessados, enquanto atores do panorama histórico, cultural e turístico de Cabo Verde, tais como associações de jovens, mulheres, universidades, operadores turísticos, Ministérios da Cultura e do Turismo, câmaras municipais e câmaras de comércio e turismo”, refere uma nota da Fundação Amílcar Cabral, instituição presidida pelo antigo chefe de Estado cabo-verdiano, Pedro Pires.

-0-  PANA CS/TON  01julho2014


01 Julho 2014 13:03:03


xhtml CSS