UE acusa RCA de acolher ministro sudanês procurado pelo TPI

Bruxelas, Bélgica (PANA) - A União Europeia (UE) acusou a República Centro-Africana (RCA) de ter recebido o ministro sudanês da Defesa, Abdel Raheen Muhamed Hussein, visado por um mandado de captura internacional do Tribunal Penal Internacional (TPI), anunciou um comunicado transmitido quinta-feira à imprensa em Bruxelas.

A UE condena a RCA por ter violado os seus engajamentos enquanto signatário do Estatuto de Roma que criou o TPI, sublinhando que este país devia proceder à detenção do ministro sudanês ou recusar recebê-lo no seu território.

Várias personalidades sudanesas, incluindo o Presidente Omar el Béchir, estão abrangidas por um mandado de captura internacional do TPI por "crimes contra a humanidade" cometidos em Darfur, oeste sudanês.

A UE considera que o Estatuto de Roma é um precioso instrumento na luta contra a impunidade para crimes mais graves que afetam a comunidade internacional.

-0- PANA AK/AAS/MAR/DD 29agosto2013

29 Agosto 2013 16:40:42




xhtml CSS