UA vai fazer do futebol um motor de reconciliação pós-conflito

Addis Abeba- Etiópia (PANA) -- A União Africana (UA) vai servir-se do lançamento do Ano Internacional do Futebol Africano para promover a reconstrução pós-conflito e a paz nos países devastados pela guerra ou pelos conflitos civis, anunciou a comissária da organização para os Assuntos Sociais, Bience Gawanas.
"Grupos beligerantes conseguiram reunir-se nos mesmos estádios e jogar futebol em África e em outras regiões do mundo", declarou Gawanas.
De acordo com ela, o Ruanda serviu-se eficientemente de actividades comunitárias ligadas ao futebol para unir os movimentos beligerantes e promover a reconciliação, considerando que este modelo deve aplicar-se para alcançar o desenvolvimento económico do continente.
Revelou também que o Ano Internacional do Futebol será como uma referência para a celebração este ano do Dia do Desporto Africano, previsto para 14 de Dezembro.
Por outro lado, a UA prevê formar um Conselho dos Ministros dos Desportos a fim de racionalizar a administração do futebol sobre o continente.
A UA adoptou anteriormente uma resolução que apela à adopção e à promoção dum código de ética para os administradores do futebol, mas ela não foi ainda totamente aplicada.
"Estamos a trabalhar com o Conselho Executivo e vamos ter uma série de discussões com os ministros africanos dos Desportos sobre os princípios directores deste conselho", precisou a comissária da UA para os Assuntos Sociais.

25 Janeiro 2007 15:09:00




xhtml CSS