UA reitera seu apoio ao Conselho Presidencial líbio na resolução de atual crise

Tripoli, Líbia (PANA) – A União Africana (UA) reiterou os seus esforços de apoio ao presidente e aos membros do Conselho Presidencial do Governo de União Nacional libio a fim de chegarem à reconciliação nacional global e tirarem a Líbia da sua crise atual, indica um comunicado publicado esta segunda-feira, pelo Gabinete de Informação desta alta instância líbia no seu site Facebook.

Esta afirmação foi feita durante uma reunião domingo último na sede da Missão da UA em Nova Iorque, nos Estados Unidos, na presença do presidente do Alto Comité da UA para a Líbia, o  Presidente tchadiano Idriss Deby com a participação dos Presidentes ugandês, Yoweri Museveni, e sul-africano, Jacob Zuma.

No encontro estiveram ainda presentes os ministros dos Negócios Estrangeiros do Egito, Sameh Choukry, da Tunísia, Khamis Jehimi, e o ministro argelino dos Assuntos do Magrebe e União Africana, Abdelkader Messahel.

O comissário da UA para a Paz e Segurança, Ismail Charki, e o enviado especial da UA na Líbia, Jakaya Kikwete, participaram igualmente na reunião.

Na ocasião foi sublinhada a necessidade de ativar o papel da UA para ajudar a Líbia e apoiar a estabilidade.

Os participantes sublinharam ainda que a estabilidade náo diz respeito só à Líbia mas também aos países vizinhos, a África e à comunidade internacional no seu todo.

Declararam o seu pleno apoio à missão do enviado especial da UA na Líbia, Jakaya Kikwete, que veio apresentar um relatório sobre os últimos desenvolvimentos e os seus esforços envidados para aproximar os pontos de vista entre as partes líbias e apoiar o Acordo Político assinado em dezembro de 2015 em Shikrat (Marrocos).

Por sua vez, o Presidente do Conselho Presidencial  líbio, Fayez al-Sarraj, que participou na reunião, saudou os esforços da UA e felicitou-a pela sua mobilização para ajudar a Líbia.

Expressou a vontade do Conselho Presidencial de ver os países africanos desempenharem um papel ativo na resolução da situação atual.

Agradeceu finalmente aos líderes africanos a sua preocupação em fornecerem tudo que fosse necessário ao restabelecimento da segurança e da estabilidade na Líbia.

-0- PANA BY/JSG/FK/DD 26set2016

27 Setembro 2016 08:00:33




xhtml CSS