UA homenageia Winnie Madikizela-Mandela

Addis Abeba, Etiópia (PANA) – O presidente da Comissão da União Africana (CUA), Moussa Faki Mahamat, descreveu Winnie Mandela como “um ícone da luta de libertação contra o apartheid”.


"Recordar-nos-emos sempre dela como uma militante corajosa que sacrificou uma grande parte da sua vida à liberdade na África do Sul. Ela nunca cedeu na sua luta nem hesitou no seu engajamento, apesar do encarceramento, da proscrição e separação de várias décadas do seu então marido, Nelson Mandela", declarou Mahmat.

O diplomata tchadiano ao serviço pan-africano disse ter "um grande choque e uma profunda tristeza" na sequência da morte, a 2 de abril corrente, de Winnie Madikizela-Mandela, ex-esposa do antigo Presidente sul-africano, Nelson Mandela.

« Winnie Madikizela-Mandela abriu a via às mulheres na luta para se pôr termo ao regime do apartheid e lutou afincadamente pelos seus direitos e pelo seu bem-estar no seu país", prosseguiu.

Foi em reconhecimento da sua formidável contribuição para a luta contra a opressão, acrescentou, que ela recebeu um prémio para toda a sua carreira em 2017 por parte do presidente da Comissão da União Africana.

O presidente da CUA acrescentou que toda a família da União Africana se junta ao continente africano afligido pela morte de Winnie Madikizela-Mandela, transmitindo as suas “sentidas condolências ao Governo e ao povo sul-africanos, disse Mahamat.

-0- PANA AR/MTA/BEH/FK/DD 3abril2018

03 april 2018 12:46:15




xhtml CSS