UA defende promoção de segurança no Sahel para lutar eficazmente contra terrorismo

Túnis, Tunísia (PANA) - A promoção da segurança no espaço sahelo-sariano constitui um desafio comum que é preciso enfrentar para uma luta mais eficaz contra o terrorismo, o extremismo e todas as formas de crime transfronteiriço.

Esta posição foi expressa pelo comissário para a Paz e Segurança da União Africana (UA), Ismael Chergui, em Argel na abertura da sétima reunião dos chefes de serviços de informações e segurança dos países do Sahel.

"Não há outros alternativas à cooperação e aos esforços de todos para se fazer face à ameaça terrorista e criminosa", revelou Chergui, afirmando que a União Africana vai continuar, neste quadro , o seu papel de catalisador.

Quanto à situação prevalecente na região, o comissário pan-africano exprimiu a sua satisfação  em relação aos progressos registados no diálogo inclusivo inter-maliano, nomeadamente a assinatura, a 1 de março último, do pré-acordo de paz e de reconciliação, depois da um quinta ronda de negociações iniciadas em julho 2014.

Insistiu na necessidade da continuação dos esforços para levar movimentos membros da Coordenação do Azawad (rebelião maliana no norte do país) a assinarem o acordo que, para a UA, é um acordo equilibrado que tem em conta preocupações de todas as partes em conflito no quadro dos princípios tomados no roteiro de paz de 24 de julho de 2014.

Relativamente à crise líbia, Ismael Chergui precisou que a situação política e de segurança na Líbia continua a ser uma fonte de grande preocupação para os países da região, acrescentando que a UA, em estreita cooperação com os países vizinhos e em coordenação com a comunidade internacional, continua os seus esforços para a resolução pacífica do conflito líbio.

-0- PANA AD/IN/IS/IBA/MAR/DD 19abril2015

19 Abril 2015 15:00:27




xhtml CSS