UA cria instituições financeiras

Addis Abeba- Etiópia (PANA) -- A operacionalização das futuras instituições financeiras da União Africana (UA) está no centro das atenções da Comissão da organização panafricana, de acordo com um relatório oficial apresentado ao Conselho Executivo (reunião dos ministros dos Negócios Estrangeiros) no fim-de-semana em Addis Abeba.
"Toda a nossa atenção está agora focalizada na estratégia que permite criar as instituições financeiras da União", declarou o presidente da Comissão da UA, Alpha Oumar Konaré, na X reunião ordinária do Conselho.
No seu relatório ao Conselho Executivo, Konaré disse que a estratégia está ligada à criação de comités técnicos preparatórios graças aos quais o Banco Central Africano (BCA), o Fundo Monetário Africano (FMA) e o Banco Africano de Investimento (BAI) vão tornar-se funcionais, "logo que possível".
"Gostaria de agradecer e felicitar os Estados membros da região da África Central por terem decidido instalar a sede do Fundo Monetário Africano em Yaoundé, nos Camarões", disse Konaré.
Com esta decisão, cada uma das três principais instituições financeiras da União designou a sua sede.
A Nigéria foi escolhida para acolher o futuro banco central continental em Abuja, enquanto a Líbia deve albergar o BAI em Tripoli.
Com vista a assegurar uma larga apropriação da sua estratégia de aceleração da criação das três instituições, a Comissão da UA consulta diferentes parceiros, dos quais a Associação dos Bancos Centrais Africanos, o Mercado Comum para a África Oriental e Austral (COMESA) e o Instituto Monetário Oeste-Africano (IMOA).
Outras consultas estão previstas para 2007 com mais parceiros, incluindo as comunidades económicas regionais, indica o relatório.
Enquanto a fase preparatória para as futuras instituições financeiras necessita de recursos financeiros, o orçamento da UA para 2007 não tomou as disposições adequadas para este trabalho.
De acordo com o relatório, presume-se que os países membros vão instaurar comités directores técnicos e financiarão os estudos de execução.
Os comités directores deverão iniciar os seus trabalhos em Fevereiro de 2007 e serão assistidos por um secretariado reduzido a nível da Comissão da UA.

29 Janeiro 2007 09:56:00




xhtml CSS